Fim de semana de Curso Encáustica em Campinas.

Atualizado: 5 de set.

Estudei no Ginásio Estadual Vocacional Oswaldo Aranha.


Lembro-me até hoje dos corredores da escola, das salas de aula, a sala de artes plásticas, artes industriais, sala de educação doméstica, da cantina, da cooperativa, do banco, da biblioteca. Do pátio, dos encontros, dos amigos e amigas que fiz por lá e que estão até hoje comigo.


Foi um privilégio estudar em uma escola pública de qualidade. Amávamos nossa escola, nossos professores e os funcionários e mais que tudo criamos vínculos para o resto de nossas vidas.


Dentro desse mundo, dentro da minha turma, vivemos uma grande amizade. Com a vida e o corre-corre acabamos nos distanciando, e quando entramos na faculdade cada uma foi cuidar de sua vida.


Na época que estávamos no final do ginásio lemos o romance de Fernando Sabino, “O encontro marcado”, e marcamos um encontro para o ano 2000, no dia 2 de fevereiro às 2 horas da tarde, em frente ao obelisco do parque do Ibirapuera.


Os anos se passaram, e quando foi chegando essa data, começamos a nos procurar. Algumas não conseguimos encontrar, mas conseguimos uma parte. Um encontro às 2 horas da tarde durante uma quarta-feira, não era possível, todas trabalhavam. Marcamos um jantar no sábado seguinte e a partir daí, mantivemos algum tipo de contato.


Uma dessas amigas de infância é Silvia Ricci Tonelli. Estava presente quando marcamos o encontro, foi ao encontro, e sempre comparece aos que combinamos durante esses últimos anos. Ela mora em Campinas, fez enfermagem, trabalhava em centro cirúrgico e dava aulas na faculdade. Tempo para ela era uma coisa difícil. Nos últimos anos olhava com desejo para as minhas aulas de pintura encáustica. Ficava interessada em como era, sabia pela Zaïra Abreu, nossa outra amiga dos tempos de meninas, que frequenta o ateliê desde 2012, que era algo que queria, precisava ou ansiava. Algo diferente do que havia vivido até aquele momento.


Espere eu me aposentar, dizia.


Esperei.

Silvia veio um dia para São Paulo assim que se aposentou, só para conhecer um pouco da técnica da pintura encáustica. Voltou para Campinas e, dias depois, comprou o curso online de pintura encáustica.


Fui passar o final de semana na sua casa, e aproveitei para ver seus trabalhos e descobrir suas dúvidas. Filmei nosso encontro e dividi em pequenos temas. Fiz quatro pequenos vídeos Sim, foi um privilégio de amiga de infância, de amiga querida do Vocacional. No entanto, penso que o que fizemos vai tirar as dúvidas de muitos alunos que estão espalhados pelo Brasil, e que não tenho como passar o final-de-semana fazendo arte.


Aproveitem os vídeos e se tiverem dúvidas, entrem em contato.

A arte nos aproxima. Veja os 4 vídeos abaixo!


  1. Camadas básicas

2. Vermelho chapado

3. Papel de seda: pequenas dúvidas


4. Reutilização de materiais


Ana Carmen Nogueira, Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie. Graduação em Artes Plásticas. Especialista em Educação Especial com aprofundamento na área de deficiência visual e Arteterapia. Desenvolve pesquisa de pintura encáustica, ministra cursos desta técnica e atua como Arteterapeuta no Ana Carmen Ateliê de Arte.


Facebook: www.facebook.com/anacarmenart Instagram: www.instagram.com/anacarmenart/ Youtube: www.youtube.com/c/EncausticaAnaCarmenAtelie Pinterest: br.pinterest.com/anacarmenart www.anatelie.art.br

#pinturaencáustica #encáusticaterapia #EncáusticaBásica #cursodepinturaencáustica #encáustica

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo