Dicas úteis para uma boa base de Pintura Encáustica

Atualizado: 18 de ago.

Para fazer uma boa base para a superfície onde será pintada a encáustica é preciso tomar alguns cuidados. Como já foi dito, a encáustica é a mistura de cera de abelha com resina natural de árvore, essa mistura necessita de uma base firme resistente ao calor e uma superfície absorvente. Antes de começar sua pintura propriamente dita, você pode pintar as laterais da moldura e cobri-la com uma fita crepe larga deixando meio centímetro da borda livre. Desta forma quando a pintura estiver pronta os escorridos da cera sairão na fita e como deixou uma beirada de respiro não irá afetar o trabalho final.

Tenho deixado os escorridos fazerem parte do trabalho. Adoro esse histórico que fica nas laterais explicitando mais a força da cera e do calor.

Figura 1 – Blocos de encáustica básica

As primeiras camadas da pintura encáustica que irão entrar em contato com a superfície, faço com a encáustica básica. A encáustica básica tem a cor amarelada quando fria, quando aquecida possui uma transparência dourada. Sempre trabalho com uma panela elétrica que aquece a encáustica básica na temperatura ideal. Essa panela é a mesma panela que é muito usada para cera depilatória derretida.

Figura 2 – encáustica básica derretida

Figura 3 – panela de aquecer encáustica básica

Com a encáustica básica derretida, uso um pincel largo de cerdas de pelo de cabra que é bem macio. Usando esse pincel para espaços maiores a cobertura fica bem mais uniforme.

Aqueço a superfície para receber a primeira camada de encáustica. Como, em geral, quero que minhas primeiras camadas ofereçam uma superfície lisa e suave, sempre passo uma pincelada paralela a outra. Após passar a primeira camada faço a fusão e depois viro 180 º e faço nova camada sempre na mesma direção, isto é, se passei da esquerda para direita, depois de virar a minha peça volto a passar da esquerda para direita.

Figura 4 – Encáustica escorrendo na moldura

Faço quatro camadas. A cada camada faço a fusão e aguardo esfriar um pouco para passar nova camada. É importante esperar que ela esfrie um pouco, pois, se a camada de encáustica ainda estiver muito quente, quando passar o pincel com a nova camada irá carregar toda a camada debaixo.

Você deve trabalhar com a cera em uma temperatura de 93 ° C, assim ela vai fluir suavemente com o seu pincel sobre a superfície. Quando fizer a fusão de cada camada certifique-se de aquecer por igual toda a superfície e não fique parado muito tempo em um mesmo lugar, você pode criar crateras de calor que vão prejudicar a criação de uma superfície lisa e suave.

Procuro passar o soprador de ar quente em toda a superfície em movimentos circulares. Sempre que estou fazendo a fusão gosto de olhar contra a luz para verificar se a superfície está fundindo de forma homogênea. Nesses momentos a superfície fica parecendo vitrificada quando está bem fundida.

Figura 5 – superfície com camadas de encáustica básica

Agora, é só começar a pintar com a encáustica pigmentada e soltar toda a sua criatividade.

Seja feliz, faça arte.


Ana Carmen Nogueira, Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie. Graduação em Artes Plásticas. Especialista em Educação Especial com aprofundamento na área de deficiência visual e Arteterapia. Desenvolve pesquisa de pintura encáustica, ministra cursos desta técnica e atua como Arteterapeuta no Ana Carmen Ateliê de Arte.


Siga-nos nas redes sociais!

Facebook: www.facebook.com/anacarmenart Instagram: @anacarmenart Youtube: www.youtube.com/c/EncausticaAnaCarmenAtelie Pinterest: br.pinterest.com/anacarmenart www.anatelie.art.br

#ceradeabelha #Arteencáustica #baseparaencáustica #EncáusticaBásica #encáustica

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo