top of page

Ateliê Efêmero: Uma Expedição Poética com Encáustica, Arte e Saúde



Estou animada em compartilhar com vocês os detalhes da minha tese de doutorado, intitulada "Ateliê Efêmero: Uma Expedição Poética com Encáustica, Arte e Saúde". Nesta pesquisa, mergulhei nos processos artísticos vividos nesse ateliê circulante e remoto, explorando o potencial transformador da pintura encáustica, assim como seus benefícios terapêuticos e regenerativos.


Em tempos desafiadores, como a pandemia de COVID-19, surgiu a necessidade de encontrar novas formas de expressão e conexão com a arte. Foi assim que surgiu a ideia do Ateliê Efêmero, um espaço que se desloca no tempo e no espaço, permitindo que as pessoas explorem sua criatividade e se reconectem com sua essência artística.


Utilizei como base a artografia fundamentada na metodologia de pesquisa baseada em arte, com especial atenção à Arteterapia. Com a participação de 27 pessoas, que se tornaram participantes-pesquisadores, investiguei suas expressões artísticas como meio de pesquisa, seguindo abordagens cartográficas. Durante quatro encontros individuais, coletei dados por meio de diários de bordo, que foram posteriormente tratados e analisados com o auxílio do software livre Iramuteq.


A pesquisa foi uma experiência imersiva e reflexiva, que combinou métodos de pesquisa qualitativos e artísticos. Ao explorar o uso criativo e rigoroso da arte, testemunhamos fenômenos complexos e transformadores, nos quais a expressão, a reflexão, as aprendizagens e os compartilhamentos baseados na arte se uniram em busca de uma melhor qualidade de vida e do bem-viver.


Convido vocês a conhecerem mais sobre os resultados e descobertas dessa pesquisa no site da Universidade Presbiteriana Mackenzie! Lá, vocês poderão se aprofundar na jornada do Ateliê Efêmero e entender como a arte pode ser um instrumento poderoso de transformação pessoal e coletiva.


Espero que essa leitura inspire vocês a explorarem o potencial terapêutico da arte e a encontrarem momentos de expressão, conexão consigo mesmos e prazer através da criação artística.




Sobre Ana Carmen Nogueira:


Doutora e Mestra em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2010). Artista, Arte/Educadora, Arteterapeuta. Atua em formação de educadores na área de Arte, Inclusão, Acessibilidade Cultural e Arteterapia. Graduada em Educação Artística pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP, 1981), tem Pós-graduação/especialização em Educação Especial pela Universidade Cidade de São Paulo (UNICID, 2004) e Arteterapia pelo Centro Universitário FIEO (UNIFIEO, 2007). Pesquisadora do Grupo de Pesquisa em Mediação Cultural: contaminações e provocações estéticas e do Projeto de Ensino Ambiências Educadoras: a formação inicial de professores para além da escola, sob coordenação da Profª Dra. Mirian Celeste Martins. Desenvolve trabalhos em arteterapia e pesquisa com pintura encáustica no Ana Carmen Nogueira Ateliê de Artes. Professora do curso de pós-graduação em Arte Reabilitação do Instituto Faces e Arte Reab. Tem experiência na área de Arte, com ênfase em Educação Especial, atuando principalmente nos seguintes temas: arte, deficiência visual, experiência estética, mediação cultural e ilustração tátil. Arteterapeuta Associada da International American Art Therapy Association AATA. Faz parte da Associação de Arteterapia do Estado de São Paulo (AATESP) e membro do conselho editorial da Revista Científica AATESP.

70 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commenti


bottom of page